Escola Técnica Geração

Curso técnico em Segurança do Trabalho faz simulação de abandono de prédio

Publicado em 9 de maio de 2017. Categoria(s) Curso Técnico em Segurança do Trabalho

simulação de abandono de prédio

Como já diz o ditado popular, com fogo não se brinca. Foi justamente pensado nisso e em outros aspectos relacionados às legislações estaduais, municipais e federais que a Escola Técnica Geração realizou pela primeira vez um exercício de simulação de abandono de prédio.

Esta atividade fez parte da 2ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes (Sipat). A ideia de realizar esta simulação partiu dos alunos do Curso Técnico em Segurança do Trabalho das turmas ST201 e ST302. O assunto, estudado no eixo Temático de Técnicas de Prevenção e Combate a Sinistros, ministrado pelos professores Pedro Carlotto e Denise Pereira, despertou o interesse pela prática. Prontamente a solicitação foi aprovada pela gerência do curso Dioni Damázio e pela diretora da escola.

GALERIA DE FOTOS: confira como foi a simulação de abandono de prédio

Desta maneira, durante a programação da 2ª Sipat, foi incluído um exercício simulado no período da tarde no dia 29 de novembro de 2016 e outro no período da noite no dia 1º de dezembro de 2016. Nenhum dos alunos da escola foi avisado para que o exercício pudesse ser o mais real possível e pudéssemos simular a realidade. No entanto, órgãos como o corpo de bombeiros de Florianópolis e a Polícia Militar foram comunicados com antecedência, para que estivessem cientes de que se tratava de uma simulação.

Como foi a simulação de abandono de prédio

Toda a parte de organização e treinamento dos brigadistas foi conduzida pelos alunos com o suporte dos professores do referido eixo. Os alunos foram identificados por coletes de segurança. Cada dupla de alunos ficou responsável por liberar um andar até que todo o prédio estivesse vazio. As turmas que estavam em aula ficaram sabendo do que estava ocorrendo no momento em que o alarme de incêndio começou a tocar. Nesta hora, os alunos brigadistas entravam nas salas de aula e informavam o que estava acontecendo e conduziam as pessoas até o ponto de encontro situado no lado de fora do prédio.

Toda a atividade transcorreu tranquilamente e contou com a colaboração dos alunos e professores da Escola Técnica Geração. Foi realizada a contagem do tempo de liberação total do prédio e foi registrado um tempo médio de 5 minutos para que aproximadamente 1000 pessoas estivessem salvas.

A prevenção está sempre em primeiro lugar.

ASSINE PARA RECEBER AS NOVIDADES! não lhe enviaremos nenhum tipo de spam.